[A meu ver não é uma questão de fingimento. É uma questão de opção!]

sábado, julho 22, 2017

pic from the blog Paris in Four Months

As imagens não passarão disso mesmo: imagens. Podem representar felicidade, sentimentos, as ditas vidas perfeitas (que não existem e ainda acho impressionante como é que há pessoas que acreditam nisso - que existem vidas perfeitas e pessoas sem problemas), mas nunca mostram a realidade por detrás da objectiva. Aquele sorriso tem lágrimas? Aquele corpo perfeito tem celulite? Aquele amor perfeito sofre violência? 

E depois quando se lê notícias de bloggers que se suicidam é um acordar para a realidade. Para a realidade real que ninguém quer ver, porque é tão mais fácil vitimizarmo-nos e acharmos que nós é que temos problemas e os outros é que têm uma vida perfeita.

No espaço de 2 semanas vi e li duas grandes bloggers internacionais escreverem e dizerem que não querem mais fingir que está tudo bem, quando está tudo mal (confesso que não gostei quando li esta parte do fingir porque a meu ver não acho que elas fingem. A meu ver está tudo relacionado com as opções sobre o que decidimos partilhar. Podemos optar por partilhar apenas alegria, mesmo estando tristes, ou podemos optar por partilhar tristeza quando estamos tristes. Nem numa nem noutra situação podemos falar de fingimento. Apenas de opções sobre o que queremos partilhar). 

As pessoas têm de perceber, de uma vez por todas, que as redes sociais não são vidas, não são pessoas, não são sentimentos. São apenas fragmentos das nossas vidas, fragmentos das nossas pessoas, fragmentos dos nossos sentimentos.

Ninguém nos conhece bem, nem nós conhecemos inteiramente as pessoas por detrás dos écrans.

R I P Melania

You Might Also Like

2 comentários

  1. Não conhecia, mas lamento imenso. Infelizmente, isto tem vindo a acontecer com maior frequência.
    Beijinhos
    Joana

    ResponderEliminar

Obrigada pelos vossos comentários. xx***

Like us on Facebook

Add us on snapchat

Add us on snapchat

Subscribe